10.02.2018
Após um 2017 de glórias, Black Dragons chega pro Six Invitational com fome de título
Organização foi predominante no competitivo de R6 na temporada passada e quer manter a pegada; entrosamento é o principal trunfo

Na próxima terça-feira (8), a nova temporada do Six Invitational vai começar. E nós da ESL Brasil estamos levantando o perfil de todos os quatro representantes tupiniquins que disputarão uma das maiores competições de Tom Clancy’s Rainbow Six Siege, em Montreal, no Canadá.

Agora chegou a vez da Black Dragons e-Sports, que teve uma temporada pra lá de vitoriosa em 2017 e quer manter a pegada para este ano. Nada melhor do que um título do mundial para começar bem o planejamento, não é mesmo?

VEJA TAMBÉM: Carisma, lanches e R6: YeaH! Gaming promete para o Six Invitational

O principal trunfo da organização é a sequência de trabalho. No final do último mês de janeiro, a line-up da equipe de Rainbow Six Siege foi anunciada sem nenhuma alteração: Gustavo "Psycho" Rigal, Pedro "pzdd" Dutra, João "Kamikaze" Gomes, Júlio "julio" Giacomelli e Wagner "wag" Alfaro. Na reserva, teremos ainda Nicolle "Cherrygumms" Merhy. Já Marlon "Twisterm4n" Mello segue como coach.

A expectativa é de ver um time muito bem entrosado. Em 2017, a BD sofreu algumas mudanças na escalação ao decorrer da temporada, mas em setembro encontrou o equilíbrio ideal ao trazer julio e wag como reforços. Era a cereja do bolo que faltava.

Curioso é que a alteração no time veio menos de uma semana depois da conquista da primeira temporada do Brasileirão Rainbow Six 2017, em cima da BRK E-Sports. A chegada dos dois novos reforços agradou a maior parte dos torcedores da Black Dragons. Inclusive, muitos fãs cravaram que a formação estava até melhor do que a anterior.

 

 A chegada de julio e wag foi fundamental para a Black Dragons

E, de fato, o resultado veio. A organização, logo em seguida, faturou o título da terceira temporada da Pro League latino-americana, com vitória por 2 a 1 pra cima da Team Fontt. Conquista que credenciou a BD para a disputa do Six Invitational.

A consistência do time era visível. Com a vaga garantida para Montreal, a equipe ainda ficou com o vice de dois torneios: derrotas para os finlandeses da ENCE na decisão do mundial e para a Team Fontt na segunda edição do Brasileirão. A boa fase não era só no coletivo, mas também na individualidade. Caso de Psycho, por exemplo, como dá pra ver logo a seguir:

Ou seja, a fome de títulos é naturalmente grande por parte da Black Dragons, que quer fazer de 2018 uma temporada ainda mais vitoriosa do que a anterior. No Six Invitational, a projeção é de passar tranquilamente da primeira fase, ainda mais num grupo no qual o Brasil vem forte: além da BD, a YeaH! Gaming também está presente. Na mesma chave C, eles ainda enfrentam a norte-americana Elevate e os franceses da Supremacy.

O primeiro duelo da equipe, porém, não será nada fácil. Em um confronto brasuca, a Black Dragons já encara a YeaH, às 18h (de Brasília), na terça-feira (13). O confronto deverá ditar quem vai se classificar em primeiro no grupo. O Carnaval promete!!!